Na postagem anterior vimos quantas gramas de proteína por dia devemos ingerir de acordo com nosso objetivo. Essa quantidade diária pode ser consumida somente com a alimentação ou através da combinação de alimentação com suplementação. O suplemento proteico mais utilizado em todo o mundo é o famoso Whey Protein; então vamos entender um pouco mais sobre esse suplemento para utilizá-lo da melhor maneira possível.

Whey Protein é uma proteína extraída do soro do leite. Quando abrimos um iogurte podemos observar um líquido “estranho” no topo do iogurte. Esse líquido é o soro do leite que resulta no Whey Protein. Obviamente que esse soro ainda não está pronto para ser consumido como suplemento; ele deve ser extraído e filtrado para remover gorduras e carboidratos, sobrando apenas a proteína para formar o Whey. Esse processo de filtragem ocorre de formas diferentes, resultando em 3 tipos diferentes de Whey Protein:

1) Whey Concentrado: é o menos filtrado e contém cerca de 70-80% de proteína, com o resto sendo de carboidratos e gorduras.

2) Whey Isolado: sua filtragem é mais eficiente e contém cerca de 95% de proteína, com o pouquíssimo que sobrou sendo de carboidratos e gorduras.

3) Whey Hidrolisado: é o mais filtrado de todos e passa por um processo de hidrólise, que quebra o Whey Protein em pequenas partes, acelerando sua absorção.

A principal diferença entre consumir Whey Protein e consumir alimentos proteicos (carne, peixe, ovo, etc.) é a velocidade de absorção do Whey, que é muito mais rápida quando comparada com os alimentos sólidos. Então na minha opinião o melhor horário para tomar Whey é logo após o treino, pois sua rápida absorção permitirá que os músculos recebam proteínas com mais velocidade, ajudando na recuperação pós-treino e na evolução. Entretanto, pode-se encaixar mais uma dose de Whey durante o dia, principalmente em algum horário que você não consiga realizar uma refeição adequada. Quanto ao tipo de Whey, acho que depende muito da questão financeira. Se você quiser gastar pouco dinheiro com suplemento escolha o Whey Concentrado, pois apesar de ter menos proteínas e mais “impurezas” (gordura e carboidrato) do que os outros, é o mais barato e oferece um bom custo-benefício. Mas se estiver disposto a gastar um pouco mais de dinheiro com isso, escolha o Whey Isolado ou o Hidrolisado pela maior quantidade de proteínas e menor quantidade de “impurezas”.

Agora é com você! Utilize essas informações a seu favor, selecione o melhor tipo de Whey para você e como tomá-lo da melhor forma para que seus resultados apareçam cada vez mais.