Como vimos na postagem anterior, a alimentação antes do treino é de fundamental importância para obtermos melhores resultados nos treinamentos. Agora que já sabemos como tirar proveito da alimentação antes do treino (se ainda não sabe, leia a postagem anterior), vamos entender como a alimentação também nos ajudará no pós-treino.

Nesse período o corpo precisa desesperadamente de dois nutrientes fundamentais: carboidratos e proteínas. Os carboidratos são importantes nessa fase pois, durante o treino o corpo utiliza praticamente todo seu estoque de glicogênio, então o carboidrato pós-treino serve para recompor essas reservas de glicogênio. Diferentemente da alimentação pré-treino, nesse período o mais aconselhável é escolher carboidratos de alto índice glicêmico, para que a recomposição do glicogênio ocorra de forma mais rápida. Entre esses carboidratos temos: batata inglesa, arroz branco, pão branco, tapioca, banana, granola, aveia, mel. Já a função das proteínas nessa fase é de recompor as perdas de aminoácidos que ocorrem durante o treino, além de fazer os músculos se recuperarem do treinamento e se tornarem mais fortes. Nessa fase, da mesma forma que no pré-treino, também recomendo proteínas de alto valor biológico, por exemplo: carne, peixe, frango, clara de ovo e leite desnatado. Devemos desconsiderar o consumo de gorduras nesse momento, pois após o treino os processos anabólicos estão altamente ativos, inclusive o processo de estoque de gordura no tecido adiposo; sendo assim, se consumirmos gorduras, grande parte delas será armazenada nos estoques de gordura, aumentando seu tecido adiposo. Quanto a quantidade, aconselho o contrário do recomendado na alimentação pré-treino; sendo assim, a quantidade de proteínas deve ser ligeiramente maior que a quantidade de carboidratos, visando uma maior recuperação muscular. Então chegamos a conclusão que a melhor alimentação pós-treino é composta por carboidratos de alto índice glicêmico e proteínas de alto valor biológico, visando recuperar o glicogênio e os aminoácidos, evitando o catabolismo e tornando os músculos mais fortes, possibilitando que você chegue cada vez mais perto dos seus objetivos.