Na postagem anterior ficou evidenciado a importância de se alimentar de 3 em 3 horas para um melhor resultado com os treinos. Vamos agora entender o que devemos comer antes de realizarmos atividade física para obtermos um melhor desempenho no treino.

Como já foi feito nas postagens anteriores, não passarei uma “receita de bolo” de quanto comer antes do treino por causa do Princípio da Individualidade Biológica; o que é muito para você pode ser pouco para outro e vice-versa. Entretanto, deve-se ter em mente que a alimentação pré-treino deve ser uma das mais calóricas do dia, pela necessidade de fornecer nutrientes para a prática da atividade física. Como a ideia dessa alimentação é gerar energia para o treino, então o nutriente que deve estar presente em maior quantidade é o CARBOIDRATO; escolha carboidratos complexos e de baixo índice glicêmico, pois assim você possibilita uma absorção mais lenta, liberando energia por mais tempo durante o treino. Entre esses carboidratos, recomendo batata-doce, macarrão integral, arroz integral, aveia ou pão integral. Apesar do carboidrato ser o nutriente mais importante nessa fase, também não devemos deixar de lado as PROTEÍNAS, pois elas são responsáveis pela construção muscular e evitam o catabolismo durante o treino. Antes do treino recomendo consumir proteínas de alto valor biológico, pois assim você disponibiliza uma maior quantidade de aminoácidos essenciais, que são aqueles adquiridos através da alimentação; entre os aminoácidos essenciais temos a Valina, a Leucina e a Isoleucina, que formam o famoso BCAA, por isso a importância de ingerir aminoácidos essenciais como carne, peixe, frango e ovo. As gorduras não são importantes nessa alimentação pelo fato do corpo utilizar a glicose como fonte de energia. Então chegamos a conclusão que a melhor alimentação pré-treino é composta por carboidratos complexos de baixo índice glicêmico e proteínas de alto valor biológico, sendo a quantidade de carboidratos maior que a de proteínas. Assim você fornece os substratos energéticos para o corpo sustentar um bom treino e evoluir cada vez mais, além de evitar o catabolismo, a queda da pressão e da glicemia, preservando sua saúde.